25 anos da morte de Cazuza

0
186
views

Há 25 anos atrás morria, vítima do vírus da AIDS, Agenor de Miranda Araújo Neto, mais conhecido como Cazuza.

Conhecido pelas letras escrachadas na época do Barão Vermelho e pela poesia atemporal de sua carreira solo, Cazuza é sem dúvidas um dos maiores nomes da música brasileira. Uma voz que gritou os anseios da juventude pós-ditadura e a simplicidade das paixões, da boêmia e da beleza da vida sem nunca deixar a acidez de lado. Sua extensa obra vai de romances de bar a temas essencialmente políticos que refletiam o momento do país e são verdadeiros hinos até os dias de hoje.

Como homenagem pelos 25 anos de sua partida, sua mãe, Lucinha Araújo, lançará pela Sony um álbum com 25 letras inéditas do poeta. Contando com participações de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Baby Consuelo. Junto deste projeto, Lucinha também se engaja na publicação de um novo livro, desta vez contando a história do marido, João Araújo, pai de Cazuza e fundador da gravadora Som Livre. A biografia contará com as letras inéditas do filho e, como todos seus projetos, terá a verba revertida para a Sociedade Viva Cazuza, destinada aos cuidados de crianças portadora do vírus do HIV.

Um bom ano para os fãs e para relembrar o grande poeta transgressor. O tempo não para!
Acesse o site:http://cazuza.com.br/

Ousado e irreverente, gritou contra desigualdades, hipocrisia e preconceito. (Ilustração : Reprodução /  Luiz Escañuela)
Ousado e irreverente, gritou contra desigualdades, hipocrisia e preconceito. (Foto: Reprodução / Luiz Escañuela)

Comente pelo Facebook

comments