Atualização do Facebook reduz clickbait

0
111
views

Clickbait em sua tradução para o português “isca de cliques”, é um termo pejorativo que se refere a conteúdo da internet que é destinado à geração de receita de publicidade on-line, por meio de manchetes sensacionalistas ou imagens em miniatura chamativas para atrair cliques e incentivar o compartilhamento do material pelas redes sociais.

Manchetes clickbait costumam prover somente o mínimo necessário para deixar o leitor curioso, mas não o suficiente para satisfazer essa curiosidade sem clicar no conteúdo vinculado.

O Facebook anunciou uma série de atualizações para reduzir o uso de manchetes exageradas ou enganosas, conhecidas como “Clickbait”. A ideia é melhorar a experiência no Feed de Notícias e diminuir o impacto da “desinformação”. Dessa maneira, a rede social se compromete a construir uma comunidade informada por meio de vários esforços para reduzir as notícias inverossímeis, incluindo dicas para ajudar as pessoas a identificar publicações falsas, ferramentas para aumentar a diversidade de pontos de vista e medidas contra perfis fake e anúncios de baixa qualidade.

A empresa começou também a utilizar inteligência artificial para identificar frases e termos geralmente usados em manchetes ‘caça-cliques’, um trabalho semelhante ao que é feito para filtrar spams em e-mails. Depois de categorizar milhares de publicações como clickbait, uma equipe do Facebook reuniu um conjunto de manchetes e palavras-chave para servir como filtros iniciais para identificar títulos destinados a chamar a atenção e atrair as pessoas para clicarem em um link.

“Percebemos que as pessoas não gostam de manchetes com tendência a reter informações ou enganar o leitor. Em vez disso, elas preferem chamadas claras e precisas. As atualizações que estamos fazendo usam a tecnologia para reduzir a presença dos ‘caça-cliques’, criando uma comunidade mais informada”, explica o gerente de produto da rede social, Greg Marra.

As novas ferramentas serão testadas em mais uma dúzia de idiomas, incluindo o português, espanhol e francês.

Comente pelo Facebook

comments