NASA lança obra que traduz o som dos satélites

0
121
views

É sabido: o som não se propaga no espaço. Assim, cada um dos 19 satélites enviados pela NASA ao cosmos faz ali sua dança sideral sem música, no mais absoluto e profundo dos silêncios. No entanto, na Terra, o movimento dos objetos foi traduzido em sons, graças à instalação artística itinerante desenvolvida pelo studioKCA, proeminente escritório de arquitetura e design baseado no Brooklyn, em Nova York.

Intitulada Pavilhão Orbital, a obra fez sua estreia em Nova York, no Festival Mundial de Ciência, e deverá migrar para a Califórnia no final de 2016.

Comissionado pela própria NASA, o projeto visa aproximar o grande público de sua atuação. Para tal fim, o studioKCA idealizou uma concha acústica, materializada a partir da aplicação de 325 m² de alumínio sobre uma estrutura delgada composta por uma malha curvada de tubos metálicos, que se cruzam gerando a forma de um náutilo. No interior da cavidade principal, 24 caixas de som criam a experiência auditiva 3D.

Na prática, o visitante é envolvido por sons que representam o movimento dos 19 satélites que orbitam a Terra – todos lançados pela NASA. O artista Shane Myrbeck ficou responsável por estudar as trajetórias de tais objetos e convertê-las em som. O resultado é algo difícil de descrever: a música das andanças dos satélites soa um pouco mística, um pouco sci-fi. Dentro da concha, você se sente propenso a iniciar uma sessão de meditação.

Do lado de fora, a superfície de alumínio chama atenção graças ao seu desenho puro. As placas cortadas com tecnologia que emprega jatos d’água revelam diversas aberturas lineares, inspiradas no desenho das trajetórias orbitais dos satélites artificiais. As perfurações da carapaça deste náutilo metálico também cumprem uma função prática: elas ajudam a suavizar a influência dos ruídos externos no interior da estrutura.

NASA Orbit Pavilion
NASA Orbit Pavilion
NASA Orbit Pavilion
NASA Orbit Pavilion

Comente pelo Facebook

comments